Com uma ajudinha dos meus amigos…

Apesar das boas doses de ceticismo e ironia, que me acompanham desde que me entendo por gente, nunca consegui  deixei de lado um certo otimismo. A vida inteira ouvi pessoas contarem histórias de como foram abandonadas pelos amigos nas horas de maior necessidade, que sempre tiveram muita gente ao redor, mas que quando precisaram mesmo tinham sido deixadas sozinhas, que bastava coisas ruins acontecerem. Achava estranho… que teoria mais triste. Seria mesmo o ser humano tão pobre? Nunca deixei de olhar a minha volta acreditando que teria sempre com quem contar. E tive. E tenho.

Em nenhum momento difícil meus amigos me faltaram. O mínimo que tive de cada um deles foi uma sincera vigilância distante e ainda quando distante, alentadora… Não importa se a crise é emocional, financeira, pessoal, profissional ou física… Não sei se eles trabalham em turnos,  se tem uma rede de comunicação eficiente, ou uma logística impecável, não sei… Fato é que sempre tem um deles ao meu alcance quando eu preciso, me adivinhando. É das coisas mais preciosas que eu tenho na vida.

Ultimamente a ciência tem se voltado para o assunto e quase todo dia vejo as manchetes: “quem tem amigos vive mais”, “quem tem amigos tem mais saúde”. Os cientistas que me desculpem, mas eu já sabia. Qual o sentido da tristeza sem ninguém pra te consolar? Qual a graça da alegria sem ninguém pra repartir? E as fofocas? O que seria da vida alheia sem os amigos? Pra quem eu guardaria tanta informação inútil?

Eu não sei o que acontece com as outras pessoas, mas vamos combinar que ser amigo meu não é pra qualquer um. Tem que ter paciência, persistência (muita), paciência, tolerância (infinita), paciência, bom humor (inabalável) e paciência… e nem assim eles fogem!  Será que é sorte? (palavra de honra que não estou perguntando pra ganhar confete, é uma dúvida sincera). Talvez seja fé. Acho que eu tenho tanta certeza de que posso contar com eles, que acabam ficando ali, nem que seja por constrangimento, coitados. Ou talvez sejam só bons demais pra ser verdade… O certo é que tenho o privilégio de ter pessoas muito especiais em minha volta e serei eternamente grata por isso.

Aos meus amigos meu amor incondicional.

“E sei que a poesia está para a prosa

Assim como o amor

Está para a amizade

E quem há de negar que está lhe é superior?”

Caetano Veloso

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s